Assim como o poliamor veio para mostrar que existe uma ou várias outras formas de ser feliz sexual e amorosamente, o movimento feminista veio para mostrar que existe uma outra forma de ser feliz, sem precisar que o homem seja o dominante, o sexo forte, o opressor e a mulher a submissa, usada e violentada.

Toda manifestação da natureza tem o fase suave, intermediária e forte, assim como a chuva e o vento. O movimento feminista, também tem três estágios, tem as pessoas que buscam uma igualdade através do movimento, outras buscam uma independência e outras uma superioridade em relação aos homens, o que na minha opinião, soa como um desequilíbrio positivo, uma vez que elas sofreram tanto para poderem sair na rua e usarem a roupa que querem sem serem abusadas, violentadas ou enjaculadas nos transportes públicos.

O homem passou tanto dos limites, que a manifestação radical do feminismo é até compreensível e aceitável

O que aprendi no movimento feminista, é que a supremacia masculina se manifesta as vezes de forma muito sutil e as vezes de forma tão agressiva que algo precisa ser feito. 

Tanto o movimento Poly como o Feminista, são movimentos que vieram para chacoalhar nossa sociedade.

No movimento Poliamor onde o amor é o principal pilar, ver falas e atitudes opressoras em relação as mulheres seria incabível, mas infelizmente ainda é uma realidade corriqueira.


Vamos falar dos Poly-classificados , postagens nos grupos de poliamor de homens que simplesmente buscam trepar com duas mulheres.


Eles entram no grupo, não se apresentam, postam uma foto sem camisa, sozinhos na praia e o título mais comum:

Anúncio

Busco mulher para relacionamento MHM

Me pergunto se o H no meio dos dois M é ele? O macho alfa comedor.

Este comportamento virou tão corriqueiro, que os grupos já nem mais tentam inibir, apenas pedem que pedidos como esse sejam feitos por mulheres. Para tentarem saber a opinião do outro M envolvido na postagem meramente sexual.


Claro que ficam as perguntas no ar:

Este cara que postou isso, ele tem uma namorada que quer mesmo estar com outras meninas ou somente tem medo de perdê-lo como parceiro?


Ele postou uma foto sozinho pois quer preservar a imagem de sua parceira que ainda tem vergonha de se assumir como acompanhante sentimental de luxo?

Ele tem uma companheira ou ele é um H solitário a caça de não somente uma mas duas bucetas para cravar sua piroca enorme?

Esse cara entendeu o que é poliamor ou está tentando organizar uma suruba?


Perguntas que nunca serão respondidas, mas fica aqui nosso desejo de que estas postagens deixem de existir e que o movimento poliamor possa se fortalecer para ajudar a diminuir este tipo de erro de interpretação que não somente denegride a linda mensagem de amor e evolução espiritual que queremos passar.

Dicas aos caçadores:

1) Tenha uma conversa franca com sua parceira, ela realmente quer, aceita, busca, um relacionamento com mais pessoas? Mulheres quando amam, topam coisas inimagináveis em prol do amor. Você pode estar magoando alguém sem saber. O que estamos sugerindo é, procure saber a fundo.

2) Super válido se ambos buscam sexo casual, se todas as partes envolvidas estão de  acordo, não há problema algum nisso, mas poliamor não é construído em relacionamentos casuais, pode até ser um começo. Mas este tipo de caça não soa bem. Não importa quem seja, não acha mais seguro primeiro conhecer, quem está convidando para estar com sua companheira?

3) Convide primeiro para algo casual, conheça e se faça conhecido no grupo, se é sexo e não importa com quem, acho que está postando seus anúncios em grupos errados. Tenho certeza que existe grupo para tudo neste mundo. Poliamor é sentimento, é relacionamento, sexo por sexo não é o que oferecemos.

Faça parte da nossa comunidade e

conheça outras pessoas como você.

Escrito por

Daniel e Ana

Somos casal, somos sócios, parceiros, cúmplices de nossas aventuras, testemunho vivo de que é possível estar casado por 10 anos e se renovar sempre. Estamos em busca de encontrar nossa identidade dentro da nossa própria história. Acreditamos que compartilhar o pouco que se tem, é a chave para um mundo melhor.